17 de dezembro de 2012

[FILME] Além da Eternidade



Diretor: Steven Spielberg
Elenco: Richard Dreyfuss, Holly Hunter, Audrey Hepburn, Brad Johnson, John Goodman.
Produção: Steven Spielberg, Kathleen Kennedy, Frank Marshall
Roteiro: Jerry Belson
Fotografia: Mikael Salomon
Trilha Sonora: John Williams
Duração: 106 min.
Ano: 1989
País: EUA
Gênero: Romance

   Pete Sandich (Richard Dreyfuss) é um heroico piloto apaixonado pelo perigo de combater o fogo. Contudo, Dorinda (Holly Hunter), a mulher que ele ama, e Al (John Goodman), o melhor amigo de Pete, sabem que os heróis não podem correr risco para sempre. Após sacrificar-se para salvar Al, o destemido piloto enfrenta sua missão mais desafiadora: ajudar Dorinda a levar sua vida adiante. A fotografia de tirar o fôlego e as impressionantes coreografias aéreas tornam ainda mais emocionante esta aventura co-estrelada por Brad Johnson, com a participação especial de Audrey Hepburn.
 Esse talvez seja um dos filmes mais desconhecidos de Steven Spielberg, talvez por causa do tema tratado nele, afinal estamos acostumados a ver Spielberg trabalhando com ETs e dinossauros. “Além da eternidade” toca no assunto “vida após a morte” de uma maneira muito simples, pois o filme não tem nada demais. Você assiste e fica esperando algo diferente do previsível acontecer, porém, não acontece. O personagem principal morre e encontra Hap (Audrey Hepburn) e ela diz que a missão dele aqui na terra ainda não acabou e ele tem que libertar a mulher que ele ama para que ela continue sua vida e para que ele descanse em paz. O filme é isso, apenas isso. O lado bom do filme é o “grande” John Goodman, que tem uma atuação maravilhosa. Holly Hunter e Richard Dreyfuss são grandes atores e também tem grandes atuações no filme, porém, em momento nenhum eles me convenceram como um casal apaixonado. Uma curiosidade sobre o filme, é que esse foi o ultimo papel feito pela Audrey Hepburn antes de falecer em 1993 e também vale ressaltar, que ela doou todo o cachê ganho nesse filme para a UNICEF.
   “Além da eternidade” não é um grande filme, não vai te prender na cadeira e te fazer chorar de tristeza. Se trata apenas de um bonita história que tenta te mostrar que o amor é tão lindo que sobrevive mesmo após a morte. Pra quem gosta de filmes desse tema é uma boa pedida.
   A última coisa que quero escrever é sobre uma “poesia” que o personagem de John Goodman fala no começo do filme,que pelo personagem dele ser um piloto que combate incêndios na floresta, fica muito linda. Ele diz o seguinte:


“existem apenas dois tipos de amor, tem o primeiro, que é o do fogo rápido, que são apenas chamas, apagam-se sozinhas e não deixam nada, tem o segundo, que chamo de amor da natureza, esse queima por muito tempo e quando pensamos que ele apagou o chão ainda está quente, mantendo o calor...”
                
                                                     Assista ao Trailer




0 comentários:

Postar um comentário