1 de março de 2014

Um Perfeito Cavalheiro - Julia Quinn


Título: Um Perfeito Cavalheiro
Título Original: An Offer From a Gentleman
Edição: 01
Ano: 2014
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Adicione:Skoob
Leia um trecho
Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhce o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Em Um Perfeito Cavalheiro, Julia Quinn faz uma releitura divertida e muito romântica do conto de fadas da Cinderela. Todos os componentes presentes no clássico de Charles Perrault, desde as irmãs malvadas até o sapatinho de cristal, que aqui se torna uma luva prateada, estão presentes neste livro.

Sophie é a filha bastarda de um nobre, todos sabem disso mas também todos fazem vista grossa a esse fato. Desde os seus três anos ela vive com seu pai, para todos os efeitos ela é apenas a pupila do nobre, uma filha de um amigo que acabou de falecer e deixou a garota sob seus cuidados. Ninguém acredita nessa história, mas para todos os efeitos é assim que Sophie é tratada. Quando a pequena Sophie tinha apenas sete anos ela recebe uma notícia que a alegra muito, seu pai irá se casar e a sua nova esposa tem duas filhas. Contente com o fato de enfim ter algo próximo a uma família, tudo o que Sophie quer é que a suas "novas irmãs"  e sua madrasta a aceitem.

Mas nada a preparou para a recebida fria que recebeu de suas novas parentes, Araminta a madrasta é uma mulher vil e cruel que pretende transformar a vida de Sophie em um grande inferno. As duas meninas que ela esperou tão ansiosamente para conhecer a maltratam a pedido de sua mãe. Desiludida Sophie vai vivendo a sua vida a margem de uma família que, por direito, era para ser sua.

Aos quatorze anos a situação que já não era fácil ficou completamente intolerável, o lorde pai de Sophie morre de um mal súbito e a deixa aos cuidados de Araminta. Achando que a vida de Sophie era muito fácil para uma mera bastarda, a cruel mulher resolve que Sophie deve se tornar sua mais nova empregada. Sendo assim Sophie se vê em uma posição que nunca imaginou que estaria. Desprovida de seus poucos luxos, como um quarto confortável, vestidos e a esperança de um dia ser apresentada em sociedade, ela se torna a sombra da garota que um dia ela foi.

Mas como todo bom conto de fadas, aqui nos também temos a nossa fada madrinha, que se revela na forma de uma governanta. Ela percebe que Sophie tem um enorme desejo de conhecer a sociedade e resolve que ela deve participar do baile anual de Máscaras de Lady Bridgerton. Todos que fazem parte da alta sociedade sabem que os bailes dos Bridgertons são lendários por terem sempre como convidados somente a nata da sociedade.

Não querendo deixar passar a única oportunidade de se ver na posição de uma verdadeira dama, Sophie parte para o baile com a certeza de que essa é uma data que vai se tornar memorável. E realmente se torna, mas não pelos motivos que ela acreditava.

Benedict está cansado dos bailes da alta sociedade, ele sabe que esses bailes são apenas pretextos para sua mãe arranjar noivas em potencial para seus filhos. Por mais que ela diga a ela que casar não está em seus planos, ela não desiste. Esse poderia ter sido apenas mais um baile na vida dele mas algo, ou melhor alguém, fez com que esse se tornasse um baile difícil de se esquecer.

A dama misteriosa de vestido  prateado que aparece entrando pelas portas do salão é uma verdadeira miragem. Uma bela miragem na verdade, é uma moça por quem ele realmente poderia se apaixonar. E isso se confirma assim que os dois trocam as suas primeiras palavras. A eletricidade que corre entre os dois é palpável e faz com Benedict sinta algo que jamais achou possível acontecer, ele se apaixonou a primeira vista.

Mas nos estamos falando da releitura do conto da Cinderela e todos sabem o que acontece quando o relógio badala a meia-noite, não é mesmo? É isso mesmo que você pensou,  a misteriosa dama simplesmente tem que ir embora, não porque sua carruagem irá se transformar em uma abóbora e muito menos porque seus cavalos se tornarão meros ratos. Mas sim por que meia-noite é o horário em que a nossa querida Sophie deve estar em casa e assim evitar um encontro desastroso com sua madrasta.

Com a saída repentina de sua dama, Benedict fica completamente perdido, afinal ele não sabe nada sobre a mulher por quem acabou de se apaixonar, a única coisa que pode revelar a identidade de tal misteriosa dama é a luva que ficou com ele.

Decido a encontrar o seu amor, Benedict se empenha um uma busca sem grandes chances de sucesso e após alguns meses sem notícias, ele resolve desistir da procura e chega a conclusão de que a moça realmente não quer ser encontrada. Mas mal sabia ele que o destino ainda reservava algumas surpresas.

Posso dizer com toda a certeza que a autora conseguiu fazer um livro onde o amor, sensualidade e, como sempre, o humor estão presentes. É impossível ficar indiferente a história de Benedict e Sophie. Como sempre digo, Julia Quinn tem o dom de transformar enredos simples em algo surpreendente, a forma como ela conduz a história e faz com que seus personagens sejam os mais humanos possíveis e com que o leitor fique completamente preso ao livro, não conseguindo largá-lo enquanto não chega ao final.



0 comentários:

Postar um comentário