3 de junho de 2014

Deixe-me em Paz - Murong Xuecun


Título original: Leave Me Alone: A Novel of Chengdu
Autor: Murong Xuecun
Edição: 01
Ano: 2014
Páginas: 320
Editora: Geração Editorial
Adicione: Skoob
Estamos em Chengdu, a quinta metrópole mais populosa da China moderna. Nessa cidade de contrastes vive Chen Zong, um gerente de vendas ambicioso que passa por uma crise - a mulher que ama está prestes a deixá-lo; na empresa há uma conspiração para arruiná-lo; e uma dívida alta ameaça levá-lo para a prisão. Para salvar se, ele arma um plano para virar o jogo e, de quebra, ganhar muito dinheiro.

Tenho muita curiosidade sobre a literatura de outros países, além da literatura americana que todos nós já estamos cansados de ler. Quando eu vi que a Geração iria lançar "Deixe-me em Paz" vi aí a oportunidade de conhecer um pouco sobre a literatura chinesa. Nunca havia lido nada oriental e não vou mentir, me surpreendi bastante.


Chen Zhong é um homem que pode se dizer tem tudo, uma mulher que o ama, um bom emprego e uma situação financeira estável. Só que para ele só isso não é suficiente, ele sempre quer mais, mais dinheiro, mais mulheres, mais, mais e mais. O ego dele é enorme e, na sua opinião, ele é o melhor homem que existe e, sendo assim, merece o melhor que existe. Ele não consegue olhar para os outros, o olhar dele é sempre centrado para si mesmo. O que ele quer e o que ele precisa, vem sempre em primeiro lugar. É esse egocentrismo que o leva diretamente para uma situação desesperadora onde ele se vê perdendo o seu dinheiro, emprego e até mesmo a sua mulher.

O cenário da história é a China, e logo de carra podemos perceber algumas diferenças entre a sociedade ocidental e a retratada por Murong. Uma dessas diferenças é o machismo extremo, ao homem é permitido ter relações extraconjugais pois isso é normal, já para a mulher isso é extremamente proibido e visto com maus olhos. Uma mulher que seja infiel ao marido é "desonrada". Chen, que não é bobo nem nada, segue a risca essa "regra". 

A trama é narrada em primeira pessoa onde o narrador, Chen Zhong, viaja por suas reminiscências desde a adolescência até os dias de hoje. Com  personagens bem construídos e um cenário pra lá de diferente, Deixe-me em Paz não pode ser descrito de outra forma além de: Perturbador.




Cotação:

0 comentários:

Postar um comentário