2 de julho de 2014

Resenha | Reconstruindo Amelia - Kimberly McCreight


Título original: Reconstructing Amelia
Autor:  Kimberly McCreight
Edição: 01
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Adicione: Skoob
Kate Baron, uma bem-sucedida advo­gada, está no meio de uma das reuniões mais importantes de sua carreira quando recebe um telefonema. Sua filha, Amelia, foi suspensa por três dias do Grace Hall, o exclusivo colégio particular onde estuda. Como isso foi acontecer? O que sua sensata e inteligente filha de 15 anos poderia ter feito de errado para merecer a punição?
Sua incredulidade, no entanto, vai aos poucos se transformando em pavor ao deparar, no caminho para o colégio, com um carro de bombeiros, uma dúzia de policiais e uma ambulância com as luzes desligadas e portas fechadas.
Amelia está morta.
Aparentemente incapaz de lidar com a suspensão, a garota subiu no telhado e se jogou. O atraso de Kate para chegar a Grace Hall foi tempo suficiente para o suicídio. Pelo menos essa é a versão do colégio e da polícia.
Em choque, Kate tenta compreender por que Amelia decidiu pôr fim à própria vida. Por tantos anos, as duas sempre estiveram unidas para enfrentar qualquer problema. Por que aquele ato impulsivo agora?
Suas convicções sobre a tragédia e a pró­pria filha estão prestes a mudar quan­do, pouco tempo depois do funeral, ela recebe uma mensagem de texto no celular:
Amelia não pulou.
Alternando a história de Kate com registros do blog, e-mails e posts no Fa­cebook da filha, Reconstruindo Amelia é um thriller empolgante que vai surpreender o leitor até a última página.


A história começa com Kate Baron, uma mãe solteira e advogada, recebendo um telefonema da exclusiva escola particular de sua filha Amelia, dizendo que esta havia plagiado seu último trabalho Inglês. Kate não podia acreditar que sua filha inteligente teria feito algo assim, então ela vai para a escola para resolver essa situação. No momento em que ela chega lá, no entanto, ela percebe uma agitação fora do normal, diversas pessoas se encontram a volta da escola, entre essas incluindo bombeiros e policiais. Para sua imensa surpresa eis que ela descobre que Amelia se jogou do telhado da escola e com isso causou sua morte.

Vários meses depois da morte de Amelia, Kate recebe uma mensagem de texto dizendo "Amelia não pulou", confirmando o que ela já sabia em seu coração - que Amelia não se suicidou. Quando Kate começa a sua própria investigação sobre a morte de Amelia, ela começa a desvendar os vários segredos que a filha tinha, e a cada nava descoberta ela percebe o quão pouco ela conhecia sua filha. Esta é um emocionante e intenso mistério, mas é também uma história comovente que relata trotes entre alunos do ensino médio, amor, sexualidade e amizade.

Uma das maiores realizações deste livro é a forma como a autora foi capaz de recriar a experiência adolescente. A história pode acontecer em uma escola privilegiada, mas a incerteza, o medo e a frustração são definitivamente universal. A inclusão das mensagens de texto e mensagens do Facebook também contribuíram no sentido de tornar este ambiente contemporâneo e realista, mas nunca estúpido. Isso em si é uma grande realização.

A estrutura da história é interessante, pois se divide entre flashbacks e os dias atuais, e inclui trechos de mensagens de texto, os status do Facebook e um blog com base em fofocas misteriosas centradas em torno da escola. Como resultado, o leitor é colocado na posição de Kate por ter que juntar as peças do mistério usando pequenos pedaços de informações. Isso faz com que o livro se torne mai intenso e misterioso, não permitindo ao leitor parar a leitura enquanto não chegar na última página.Terminei a leitura em um tempo recorde, apenas em uma manhã e metade de uma tarde.

Acredito que aqueles que curtiram "Garota Exemplar" irão gostar bastante da história criado pela Kimberly. Apesar de não encontrarmos aqui níveis tão alto de choque e repulsa, como acontece quando lemos "Garota Exemplar" ,  iremos nos deparar com uma abundância de personagens digno de antipatia do leitor, sem falar que a autora retrata um ensino médio cheio de manipulações, confusões e incertezas trazendo para o leitor as atitudes típicas da adolescência.

Quando terminei de ler a sensação que tive foi de perda, me acostumei a viver no mundo de Kate e Amelia. Um mundo muitas vezes confuso e intenso mas que me encantou de tal forma que por diversos dias me peguei pensando na história. Leitura mais que recomendada, principalmente para aqueles que gostam de uma leitura mais madura, sem clichês e emocionante. Reconstruindo Amelia é uma leitura diferente dos atuais best-sellers que vem sendo aclamados pela crítica, realmente é um livro que vale a pena ser lido.


Cotação:

3 comentários:

  1. Oi Jéssica :)

    Estou completamente louco por esse livro, estou pensando em comprá-lo ainda hoje, porque estou desejando loucamente sua história (hehehe). Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Jéssica,

    Acabei de postar uma resenha desse livro no blog, muito bom mesmo, não li Garota Exemplar para comparar, mas é um livro muito bom mesmo....parabéns pela sua resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica,
    “Reconstruindo Amelia” parece ter uma trama instigante e envolvente, mas apesar disso não tenho muito interesse de lê-lo no momento, mas quem sabe no futuro eu mude de ideia.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir