19 de outubro de 2014

Amor sem Limites - Abbi Glines


Título original: Forever Too Far
Autor: Abbi Glines
Edição: 01
Ano: 2014
Editora: Arqueiro
Páginas: 192
Adicione: Skoob
Blaire Wynn conheceu Rush Finlay num momento muito difícil da vida dela, logo depois de perder a mãe e a casa em que morava. Filho de um astro do rock, Rush vivia num mundo de luxo, sexo sem compromisso e total despreocupação com o futuro. Exatamente o oposto de tudo o que Blaire conhecia. Mesmo com tantas diferenças, a paixão entre os dois foi arrebatadora. Porém Rush guardava um segredo de sua família que levou ao fim do namoro e a um período de tristeza absoluta para o casal. Mas eles já não sabiam viver um sem o outro e cederam de novo àquele sentimento irresistível. Agora Blaire está grávida, eles estão felizes e planejam se casar. Mas nem tudo está garantido. O pai de Rush chega trazendo más notícias e novamente os antigos problemas de família podem fazer com que os dois se afastem.



"Amor Sem Limites" é o terceiro e último volume da trilogia Too Far, da autora Abbi Glines. Depois de termos acompanhado nos dois primeiros livros o drama da vida de Blaire e Rush, acreditei que nesse volume a autora pegaria mais leve nos dramas e concentraria-se mais no "felizes para sempre" do casal. Ledo engano, Glines não facilita nada para os nossos personagens e faz com que situações corriqueiras tornem-se um cavalo de batalha.

Como não poderia ser diferente Nan está presente na maioria das desavenças do casal, a irmã do mal consegue destruir a paz de trodos por onde passa. Óbvio que para Rush a garota é apenas incompreendida, afinal ela não tem uma base familiar sólida e todos os blá blá blás que ele sempre usa para defender a irmã. Apesar dele ter prometido anteriormente que Blaire viria sempre em primeiro lugar, não é isso que encontramos aqui. 

Blaire ainda tem que lutar arduamente pela atenção de Rush que, como sempre corre atrás da irmã sempre que essa apronta alguma. Acredito que Rush é a única pessoa que não enxerga quem realmente é a Nan. Essa relação entre os dois continua me passando a sensação de uma relação mais que irmão e irmã, a forma com que Nan disputa a atenção de Rush é de outro mundo.

São esses problemas entre o triangulo Blaire/Rush/Nan que a autora arrasta até as últimas páginas, sendo que esses são os mesmos problemas iniciados em Paixão Sem Limites, primeiro livro da trilogia. Eu não senti uma progressão na história, muito pelo contrário, senti que a autora resolveu fazer um novo livro mas que não tinha a miníma ideia de qual seria o enredo. Sendo assim, ela abre o desfecho do segundo livro e inicia dali toda uma história que ficaria muito melhor se terminada com apenas dois volumes.

Sem ter uma evolução significativa na história, os personagens tornaram-se monótonos e repetitivos, a cada página que lia tinha uma leve sensação de já ter visto aquilo antes. Sem falar que a autora tentou fazer de Rush um protótipo de homem perfeito, sexy e que está sempre apostos para realizar os desejos de sua mulher, só que isso no decorrer de três livros torna-se cansativo, pois as ações do personagem são sempre as mesmas. O ciúme e a proteção exagerada que Rush demonstra por Blaire nos dá a sensação de uma relação doentia. Não vou mentir e dizer que num primeiro momento não me encantei com essa forma de ser de Rush, mas isso foi logo no primeiro livro e, sinceramente, eu esperava um amadurecimento maior dos personagens, afinal muitas coisas acontecem com eles, até mesmo uma gravidez não planejada, e essas experiências deveriam servir para que, tanto Rush quanto Blaire, tivessem ações condisentes com suas idades.

Não posso dizer que o livro é de todo ruim, óbvio que não, tem partes muito boas principalmente o primeiro encontro de Grant com Harlow, personagem que irá ser seu par no livro Take a Chance. Existem outras passagens que deram vida ao livro e não me deixaram desanimar da leitura, mas não vou citar aqui para não se tornar um grande spoiler.

Em suma, posso dizer que Amor Sem Limites é um bom livro, aquela leitura sem nenhum compromisso que você faz quando não tem nenhum livro na sua lista de prioridades. Para não se decepcionar sugiro que inicie a leitura sem muitas expectativas, afinal é muito frustrante você se decepcionar no meio de uma leitura. Recomendo a leitura para os fãs da série e para aqueles que não estejam procurando uma leitura densa e cheia de significados.


Cotação:

15 comentários:

  1. Oi Jéssica!
    Concordo com você em gênero, numero e grau!
    Eu gosto bastante da série, mas achei que a autora estragou um pouquinho os personagens, principalmente o Rush, esse foi até um dos motivos que fez com que eu não gostasse tanto de "Estranha Perfeição". Não sei se já leu, mas ela estragou completamente o Woods.
    Mas, enfim, parece que vem mais livros da série por ai... Estou torcendo pra que sejam melhores :)

    Beijos,
    Fernanda.
    http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Como ainda não li nenhum livro dessa serie não posso opinar. Mas estive lendo muitas resenhas como uma opinião bem parecida com a sua em relação ao ultimo livro. Por isso eu até tinha vontade de ler, mas acabei desistindo da serie. Se aparecer uma mega promoção até que leio, do contrario, não tenho nenhuma vontade.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oiee

    Também achei esse livro essa série fraca porém acabei dando 4 estrelas pela narrativa fácil da autora e por esse volume não ter tanto drama mexicano como teve nos outros rsrs mas para uma tarde de sol como foi meu caso ler se tornou até prazeroso mas sem grandes emoções rssr

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a série, mas achei bem interessante mesmo não sendo um estilo literário que tenho o costume de ler. É uma pena quando o personagem está indo bem e a autora consegue estraga-lo, é realmente muito frustrante.

    Ótima resenha.
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei o primeiro livro da trilogia mas ainda não li os outros, pretendo comprar e ler em breve.
    Espero não me decepcionar muito :/ odeio quando minhas expectativas estão altas e o livro decepciona.
    Ótimo texto.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ahhh eu gosto tanto dos livros da Abbi Glines!
    Acho que esses livros da Blaire e do Rush não são os melhores dela, acho que o do Wood e do Grant são melhores, mostram o amadurecimento dela como autora.
    Mas de qualquer forma, é um bom romance água com açúcar, né?

    Adorei o blog, já curti a página do face para não perder nada!
    Beijos
    Isadora

    www.novoromance.com.br


    ResponderExcluir
  7. Já li esse livro e curti muito.. Rush fica fofo.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Não tenho curiosidade e nem vontade de ler os livros dessa série, pois eles não fazem o meu gênero de leitura. Porém, para quem gosta, acho que é uma boa opção.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  9. Oi Jéssica;
    Não conhecia essa série. Não faz parte das minha leituras habituais. Fujo um poco de romances e principalmente dramas, mas para quem gosta acho que é uma boa pedida. Uma pena a leitura ter ficado um pouco cansativa. É muito ruim isso.

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  10. Oi, Jess.
    A série parece boa, mas acho que se eu fosse ler hoje talvez não gostaria.
    Ainda não tinha lido uma boa resenha sobre e adorei a sua.
    Parabéns!
    xoxo
    http://www.naqueleoutono.com/

    ResponderExcluir
  11. Oiii Jéssica. Não li esses livros ainda, mas super concordo com você. Acho muito chato quando um autor, ou uma autora fica estendendo um livro que já acabou, que não tem mais o que falar. Fica muitooo chato :(
    E eu também me apaixonaria no começo por esse amor meio doido, mas talvez também acabasse cansando. Beijooooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Eu leio essa série porque é uma leitura despretensiosa, mas odeio o Rush. O cara só dá mancada, tem um ciúmes excessivo e não consegue largar essa mala de irmã. Enfim, também senti que a história deu voltas e ainda acho que a autora poderia ter juntado os três livros em um livro único.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Jéssica, concordo com você. Eu me apaixonei pelo primeiro livro quando eu li, principalmente pela personalidade do Rush, dessa forma, ao ler os outros e encontrar essa sua nova personalidade, esse homem perfeito, além de não agradar, realmente não evolui.
    Adorei a resenha!!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Essa série eu tenho ódio e a amo, ela até me tirou algumas lágrimas no volume anterior.
    Acho que, de todas as trilogias de Rosemary Beach, só essa eu me interessei porque né, Rush casa comigo?
    Beijos


    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi,
    Nossa que pena que o livro é decepcionante, olha eu acho que a história dos dois poderia muito bem ter acabado no segundo volume, porque estava bom, realmente esse terceiro acho que foi mais para vender livros do que qualquer outra coisa, uma pena, não sei se vou adquirir esse, pois tenho vários na frente, quem sabe.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir