27 de dezembro de 2014

Perdendo-me - Cora Carmack


Título original: Losing It
Autor: Cora Carmack
Edição: 01
Ano: 2014
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Adicione: Skoob
VIRGINDADE. Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual. Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?

Foi com uma certa reserva que iniciei a leitura de "Perdendo-me", devido a tantos comentários que vi logo pensei que essa não seria uma boa leitura. No entanto, fiquei agradavelmente surpresa ao descobrir que gostei muito desse livro.

Bliss, tem vinte e dois anos de idade e está em seu último ano na faculdade mas ainda não perdeu sua virgindade. Ela ainda não encontrou o cara certo e suas "neuras" a impedem de levar esse assunto numa boa. Quando a melhor amiga de Bliss, Kelsey, descobre esse fato ela resolve arrastá-la para um bar, para que então, ela possa perder esse "fardo". Logo que elas chegam ao bar Bliss nota um rapaz, Garrick, sentado sozinho na parte de trás do bar e lendo Shakespeare, como ela é uma estudante de teatro isso chama a sua atenção. Bem, isso e sua bela aparência! Quando ele fala, Bliss é um caso perdido, porque como eu, ela adora um sotaque britânico! Após alguns comentários fofos, Bliss decide que ele é o cara perfeito para ela "perder", e assim partem para o seu apartamento. Infelizmente, ou felizmente, depende de como você vê a situação, depois de algumas sessões de amassos, Bliss perde a coragem e foge de seu apartamento.

No dia seguinte Bliss descobre que Garrick, o rapaz quente e de sotaque britânico que ela deixou nu em sua cama na noite passada, é o Sr. Taylor, seu novo professor de teatro e a situação fica um pouco estranha. Bem, na verdade mais do que um pouco estranha, porém, porque Bliss não quer entrar em apuros e perder a sua bolsa de estudos ou Garrick ser demitido por atitude indecorosa, por isso ela deixa bem claro a ele que eles precisam manter apenas um relacionamento profissional e esquecer a noite fatídica. Isso é uma daquelas coisas que é mais fácil falar do que fazer, porque cada vez que eles estão juntos soltam faíscas pelo ar, e eles mal conseguem manter suas mãos longe um do outro. Além disso, se não fosse o fato de Garrick ser professor de Bliss, os dois seriam perfeitos um para o outro. Ambos tem um amor incondicional para o teatro e uma veia para atuação de dramas. 

O que posso dizer, eu amei essa história! Encontrei-me perdidamente apaixonada por Garrick desde a primeira vez que ele entra na história. Um verdadeiro gentleman e que nunca desiste! Diferente da Bliss, ele não fica de mimimi e diz de cara o que ele pensa e sente.

Bliss é um personagem talvez um pouco cliché com toda a sua insegurança e totalmente alheia ao fato de alguém ser apaixonado por ela, ou como ela é realmente bonita e talentosa, etc, mas mesmo assim ela era uma constante diversão. Não posso dizer que ela seja uma personagem que se destaque, até porque tenho lido muitas histórias com personagens no mínimo parecidas com Bliss.

Eu tenho que dizer que me senti muito mal pelo amigo de Bliss, Cade. O cara era um tremendo fofo e sofre poucas e boas na mão da Bliss. Ainda bem que ele tem sua própria história e assim irá encontrar o seu final feliz. Já de Kelsey, a melhor amiga de Bliss, eu não era muito fã não. Acredito que um amigo não tomaria as atitudes que ela tomou em relação a virgindade de Bliss, forçar ela a ir para cama com o primeiro cara que ela encontrar, não é a melhor solução querida Kelsey! Mas fiquei feliz porque Bliss obedeceu sua consciência e não foi atrás do que disse Kelsey. Se no primeiro encontro com Garrick, Bliss não tivesse pirado e perdido sua virgindade, acredito que a história teria um outro segmento e não seria legal. Gosto de histórias em que os personagens tenham uma conexão e que pelo menos conheçam-se antes de ter qualquer tipo de relacionamento mais sério.

Bom, para um primeiro livro Cora Carmack está de parabéns! Vou ficar esperando a continuação da série pois ainda teremos os livros de Cade e Kelsey. Para quem gosta de romances um pouco mais picantes e com alta dose de humor, essa é a pedida certa.

Cotação:

2 comentários:

  1. A história me parece bastante divertida, o tipo de clichê que cai bem de vez em quando.

    http://thefatunicorn.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olha para começar gostei bastante da sua resenha, mas sabe estou com o livro aqui ainda pensando se mando ou não para as minhas resenhistas, porque eu não sou muito chegada a livros HOT exagerados. Não sei dizer se é o caso desse livro e gostaria que vc me respondesse se fosse possivel, porque gostaria de ler se não for o caso. Estou meio receosa de pega-lo por conta disso e não gostar sabe? Então estou aqui no aguardo pra ver o que eu faço.

    Sua abordagem sobre a história me deixou bastante impressionada, porque eu achei um romance fofo, mas eu não sei o que esperar ainda. Quero muito ler, mas por favor, vc poderia me tirar a dúvida de cima que te perguntei? Porque eu realmente não sei o que esperar desse livro. Enfim...
    Se cuida linda

    lovereadmybooks.blogspot.com.br


    Outra coisa, gostaria de te fazer um convite, você gostaria de ser parceira de Blog do I LOVE MY BOOKS? Se quiser, me dá um toque que dai eu te linko no meu blog tá bom? Ficarei feliz se vc aceitar e fique a vontade para pegar o meu link-me.

    Beijinhos

    ResponderExcluir