4 de fevereiro de 2015

Fique Onde Está e Então Corra - John Boyne


Título original: Stay Where You Are And Then Leave
Autor: John Boyne
Edição: 01
Ano: 2014
Editora: Seguinte
Páginas: 224
Adicione: Skoob
Em meio às tragédias da Primeira Guerra Mundial, o amor é a única arma de um garoto para curar seu pai. Alfie Summerfield nunca se esqueceu de seu aniversário de cinco anos. Quase nenhum amigo dele pôde ir à festa, e os adultos pareciam preocupados — enquanto alguns tentavam se convencer de que tudo estaria resolvido antes do Natal, sua avó não parava de repetir que eles estavam todos perdidos. Alfie ainda não entendia direito o que estava acontecendo, mas a Primeira Guerra Mundial tinha acabado de começar. Seu pai logo se alistou para o combate, e depois de quatro longos anos Alfie já não recebia mais notícias de seu paradeiro. Até que um dia o garoto descobre uma pista indicando que talvez o pai estivesse mais perto do que ele imaginava. Determinado, Alfie mobilizará todas suas forças para trazê-lo de volta para casa.
Sabe aquele livro que você começa a ler sem nenhuma expectativa, mas que do nada você se vê preso pelas palavras do autor? Foi isso que aconteceu comigo na leitura desse livro. Comecei a ler apenas por curiosidade, afinal ainda não havia lido nada do John Boyne, mas para a minha surpresa fiquei cativada de uma forma que foi impossível desgrudar do livro até o seu final.

Alfie nunca esqueceu o seu aniversário de cinco anos, afinal essa foi uma das piores festas de aniversário que ele teve. A maioria de seus amigos não puderam comparecer e os adultos que estavam presentes só falavam que algo grande e muito ruim estava para acontecer. Ele tinha acabado de completar cinco anos e não entendia nada do que os adultos estavam falando, ele só queria que sua festa fosse alegre e com muitas brincadeiras.

Alguns dias depois Alfie vem a entender um pouco mais sobre o que as pessoas estavam falando em sua festa. Seu pai, que até então era o pilar da família, resolve que deve fazer algo pelo seu país e se voluntaria para ser soldado na guerra. Isso destrói completamente a família, sua mãe que até então trabalhava apenas lavando roupa para fora, começa a trabalhar costurando roupas para uma madame, fazendo turnos em um hospital e ainda por cima, no seu tempo livre, continua lavando para fora. Sem falar que com o passar dos anos a guerra deixou sua mãe mais ríspida e nervosa. A mãe devotada de outrora é somente uma sombra do que foi.

Se tudo isso já não fosse demais para uma criança de apenas 9 anos, Alfie começa a desconfiar que seu pai está morto, afinal as cartas a muito pararam de chegar e sua mãe não gosta de falar sobre isso. A tensão que a guerra deixou em sua casa é demais, a comida é racionada, as pessoas só falam que a guerra terminará no Natal, mas muitos Natais já passaram e ela não termina. Sem saber o que fazer e cansado de esperar o fim da guerra, Alfie resolve assumir "uma missão secreta" e fazer de tudo para encontrar seu pai e traze-lo para casa. 

Fique Onde Está e Então Corra, é um livro lindo que tem como principal objetivo falar do amor, mas não é qualquer amor, é o amor de um filho pelo pai e de um pai pelo filho. É amor que faz milagres e faz com que você fique vivo, mesmo que esteja passando pelo pior momento em sua vida.

John Boyne nos traz a visão da guerra pelos olhos de uma criança que fica em casa fazendo as vezes "do homem da casa" enquanto seu pai está na guerra lutando por um país que pouco, ou quase nada, fez por ele. O autor nos mostra o efeito devastador que a guerra provoca, a dor em quem fica e a dor em quem vai. 

Quando eu terminei a leitura eu só conseguia pensar em quantos "Alfie's"  existem por esse mundo. Quantas crianças que esperam seus pais voltarem de uma guerra e que muitas vezes tem que fazer muito mais do que as suas idades permitem, aguentar a saudade e angustia de saber que o pai que eles tanto amam talvez nunca volte.

Esse é um daqueles livros que conseguiu entrar para minha lista de favoritos, é uma leitura que mudou algo dentro de mim e que me fez pensar e muito. Mesmo que o livro seja voltado para um público mais jovem, ou até mesmo infantil, eu acredito que todos os adultos deveriam dar uma chance e lê-lo. 


Cotação:

17 comentários:

  1. Oie, Jéssica.
    Ainda não li o livro, mas pela sua resenha percebi que é uma história sobre o amadurecimento precoce. Como você disse: quantos Alfies será que não existem por aí? Crianças que de repente se veem como a única figura masculina da família, que se sentem responsáveis pelas mães, pelas irmãs, pelos caçulas. Parece ser um livro incrível e delicado. Quero descobrir se o pai de Alfie realmente morreu. As crianças da vida real já sofrem tanto, bem que essa podia ter um final feliz. <3
    Tem post novo aguardando você no MeL!

    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando

    ResponderExcluir
  2. Oi Jess (:
    Ainda não li nenhuma obra do John Boyne e sempre vejo os livros dele com um preço salgadinho (rs), mas parece trazer uma história e uma mensagem bem bacana para o leitor, aliás essas capas são lindas ♥ Nossa, realmente parece ser uma obra linda mesmo pois nunca li nada que o protagonista tenha um contato e um carinho próximo com seus pais. Ele também tem uns tons realísticos, até como você disse que pensou nos "Alfie's" por aí! Essas escrituras do autor é sempre tão fascinantes, não é?
    Beijos,
    Um Grande Vício Literário

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica!
    Minha experiência foi o contrario da sua: comecei a leitura com muita expectativa e acabei me decepcionando um pouco (mesmo tendo gostado do livro).
    Conseguir mostrar para o leitor a guerra através dos olhos de uma criança é o grande triunfo do autor nesse livro.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A história parece ótima, fiquei muito interessada em ler. Vou colocar na minha lista dos livros que quero para 2015. :]

    beijos ♡
    --> lugarrnenhum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu estou maravilhada, encantada, apaixonada por esse livro. Eu preciso dele urgentemente, mas nunca acho nas livrarias :/
    Ótima resenha,
    Beijos, Tabatha
    http://aproveiteolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jéssica, tudo bem?
    Pelo visto John Boyne gosta mesmo de criar histórias que tenham a guerra como pano de fundo e personagens que contam toda a loucura desse momento do ponto de vista infantil. Li apenas "O Menino do Pijama Listrado" (que adorei) e ao ler a sua resenha encontrei várias semelhanças. :)

    Beijocas,
    Blog | Youtube | Instagram

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jéssica.

    Eu já vi algumas resenhas desse livro e fiquei curiosa. Quero muito ler, desde a primeira vez que vi essa capa. A história me interessou muito, então vou procurar se tem em e-book.

    beijos

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi! Já tinha visto a capa deste livro várias vezes, mas não sabia ao certo nada sobre a estória. Achei muito interessante, deve ser mesmo uma leitura linda. Amo livros que mexem com o leitor de alguma forma. Ótima resenha. :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ouvi falar pouco desse livro, e do autor, mas sempre falam bem! Fiquei super curiosa pra ler, ainda mais depois da resenha! Beijos, Jú
    docurailusoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Ouvi falar pouco desse livro, e do autor, mas sempre falam bem! Fiquei super curiosa pra ler, ainda mais depois da resenha! Beijos, Jú
    docurailusoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Eu amo quando o livro tem algo mais, principalmente quando o algo mais é a família. Eu acabei de ler um livro sobre a relação pai e filhas e simplesmente amei. Com certeza amarei esse também, parece ser incrível. E sem falar nessa capa né? que linda. rs
    Beijos
    Lendo & Apreciando

    ResponderExcluir
  12. Já faz bastante tempo desde que li algo do John Boyne e me pergunto como consegui não voltar a ler nada do autor. Sua narração é mesmo incrível e Fique Onde Está e Então Corra parece uma leitura tão rápida e reflexiva quanto O Menino do Pijama Listrado. Espero consegui ler em breve~

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
  13. Oi Jessica, tudo bem?
    Eu também nunca tinha lido nada do Boyne e "Fique onde está e então corra" foi o primeiro. Eu não esperava nada, mas fui surpreendido. Tanto é que o livro entrou para os meus favoritos.

    Parabéns pela resenha e pelo blog, beijão!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  14. Faz tempo que estou querendo ler esse.
    Todo mundo fala tanto que é lindo!
    E por mais que seja fã de romances, gosto quando o livro trata de um tipo diferente de amo, de família.
    Acho que tive esse mesmo tipo de impressão, de não dar nada para ele e de repente ser UAU foi o Extraordinário.
    A lição de vida é incrível, né?
    Sei que o mesmo vai acontecer quando ler Fique Onde Está e Então Corra.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Jéssica

    Eu já li este livro e realmente é um livro que toca e que a gente fica pensando nele por um bom tempo eu amei este livro e sempre recomendo a leitura, que bom que você pode ler e gostar assim como eu!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente,com.br

    ResponderExcluir
  16. Eu li O Menino do Pijama Listrado do autor e adorei o modo como ele conta a história! A sua resenha é uma de muitas super positivas sobre esse livro, o que só me dá mais certeza que preciso lê-lo. Ainda mais por amo livros que tragam a temática da guerra, seja por qual ponto de vista for, e esse sendo ainda mais crucial e interessante por ser a visão de uma criança nessa "coisa de adultos".
    Beijos!
    Debora.
    http://vanille-vie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oh, céus, que resenha linda.
    Eu tenho esse livro aqui na minha estante mas, com tantas leituras pra fazer, acabei deixando ele de lado, mas acho que você me convenceu a passar ele na frente, rs.

    Abraço,
    literarizei.blogspot.com

    ResponderExcluir