27 de julho de 2015

Uma Curva no Tempo - Dani Atkins


Título original: Fractured
Autor: Dani Atkins
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Adicione: Skoob
A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona? A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?


Quando vi que a editora Arqueiro iria lançar "Uma Curva no Tempo", fiquei bem entusiasmada para lê-lo e logo que pude solicitei-o para resenha. O livro traz a história de Rachel, uma jovem que junto com seus amigos tem a sua vida completamente mudada quando um carro desgovernado adentra o restaurante no qual eles estão tendo seu último encontro antes de cada um seguir seu rumo em direção à faculdade. A fim de salvar a vida de Rachel, Jimmy, seu melhor amigo, arrisca a sua e acaba morrendo.

Cinco anos depois daquele dia fatídico, Rachel ainda se sente culpada e a cicatriz em seu rosto a faz lembrar todos os dias do ocorrido. Ela daria tudo para voltar no tempo e fazer tudo diferente.

Em uma reviravolta do destino, Rachel acorda tendo a sua vida perfeita de volta, a faculdade ela conseguiu terminar, o seu namoro não acabou, muito pelo contrário, ela está NOIVA, e o mais importante de tudo, Jimmy está do seu lado.

Além do maravilhoso enredo, o que mais me chamou a atenção neste livro foi a fluidez da estória. Assim que iniciei a leitura não consegui mais parar de ler, a forma com que a autora construiu seu enredo é maravilhoso. Apesar de querer muito lê-lo estava com medo da estória ser extremamente descritiva e com isso acabar se tornando uma leitura arrastada, mas isso em nenhum momento aconteceu.

Rachel foi uma grande personagem principal, é incrível o quanto eu consegui me identificar com ela. Sempre que me coloco no lugar do personagem é difícil a vez que não pense: “se fosse eu, faria completamente diferente.”, mas com Rachel isso não aconteceu, por incrível que pareça em todos os momentos eu concordava com suas ações. Surgiu uma sintonia muito grande entre a personagem e eu, e isso é algo que não acontecia há muito tempo.

Eu também adorei o Jimmy, ele é um dos melhores personagens do livro e sem sombra de dúvida é o meu atual namorado-literário. Em ambas as realidades alternativas ele interpreta o herói, e a forma com que ele está disposto a fazer qualquer coisa por Rachel, até mesmo esconder seus sentimentos, é tão fofa que é impossível não se apaixonar por ele. Embora incialmente o livro nos dê a impressão de um drama e não um romance, eu fiquei torcendo para que esses dois personagens tivessem um final feliz. Em relação aos outros personagens eles foram um tanto quanto clichês, exemplos: o noivo lindo, perfeito e completamente convencido e a safada de seios grandes com quem ele a traiu, mas no conjunto todo a fórmula acabou funcionando perfeitamente bem.

Eu amei e odiei a técnica da autora em terminar a maioria dos capítulos em um momento de “Cliffhanger”. O clima de tensão foi a chave para que eu não largasse o livro até tê-lo terminado. Em mais de uma ocasião eu me peguei tensa e ansiosa para saber o que iria acontecer, a vontade que tinha era de pular às páginas para chegar logo ao final. Esse foi um dos poucos livros que li em que eu não fazia a menor ideia de qual poderia ser o seu final, nada nele é previsível. Sempre que uma possibilidade surgia, logo a autora mandava ela para o ralo e assim foi acontecendo sucessivamente até o final. E querem saber? Eu amei o fim que autora bolou para esses personagens, na verdade não só o fim mas o contexto todo.

Para quem ainda não leu fica aqui a dica, mas preparem-se para algumas emoções, pois é impossível ficar indiferente à esta estória.


Cotação:

Um comentário:

  1. esse foi um livro que não sai da minha cabeça! que por mais que eu leia outros sempre me volto nele por algum motivo, a história é muuuuuuuuuuuuuito intensa!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir