13 de dezembro de 2015

O Coração do Leão - Mia Sheridan


Título original: Leo
Autor: Mia Sheridan
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Adicione: Skoob
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as surpresas que a vida nos reserva. Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre. Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias. Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está. Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás?


O Coração do Leão, segundo livro da série Signos do Amor, de Mia Sheridan, nos conta a história de Evie e Leo. Evie é uma mulher de 22 anos que sobreviveu aos horrores dos lares adotivos e construiu uma vida maravilhosa para si, mas que ainda está ligada ao garoto que, em sua adolescência, a fez se sentir especial e não tão sozinha. O amor de Evie e Leo surge de uma amizade, Leo era o protetor de Evie e com o tempo esse sentimento mudou e transformou-se em uma avassaladora paixão. Quando Evie estava com 14 anos e Leo 15 anos, ele foi adotado e foi morar no outro lado do país. A despedida foi dura para os dois, mas com a promessa de Leo de que quando tiver 18 anos voltar para busca-la, para que assim possam iniciar a sua vida juntos, essa separação não se parece algo tão ruim. Só que o destino resolve interferir e Evie, após a sua despedida, nunca mais soube nada de Leo, nem mesmo um bilhete ela recebeu.

Evie conseguiu se formar, arrumou trabalho como faxineira em um hotel e faz alguns bicos em um buffet. Ela não tem uma vida glamorosa ou rios de dinheiro, mas consegue pagar as suas contas. Mas apesar de tudo isso, ela ainda não conseguiu esquecer Leo, de vez em quando ela ainda se pergunta o que aconteceu com ele para que não tenha cumprido a sua promessa. Um dia ela percebe que está sendo seguida e resolve tirar satisfação com seu perseguidor, que por sinal é um homem muito bonito, e descobre que ele é Jake Madsen, um antigo amigo de Leo. Jake então conta que Leo morreu em um acidente de carro e que seu último pedido fosse para que ele visse como Evie estava. Evie fica completamente abalada com esta notícia, afinal o menino que fez a sua infância e adolescência suportável, partiu sem nem mesmo um adeus. Só que no meio de sua dor ainda existe um sentimento novo, uma forte atração por Jake, algo que ela nunca sentiu, a não ser por Leo.

Com apenas 23 anos, Jake está no comando da empresa de seu falecido pai, dirige um BMW, tem rios de dinheiro e, de quebra, parece um modelo da GQ. Logo após conhecer Evie, Jake já a está convidando para encontros e a tratando como uma verdadeira princesa. Evie não sabe praticamente nada sobre ele, mas Jake a trata bem, a respeita e é super protetor, então ela resolve colocar suas reservas de lado e embarcar de vez nesse romance. Mas nem tudo são flores nesse relacionamento, e quando ela descobre o segredo que ele está escondendo, ela terá que decidir se consegue perdoa-lo ou se vai tirá-lo de vez de sua vida.

O Coração do Leão tem uma ótima premissa e até os primeiros capítulos a leitura estava fluindo muito bem, mas as coisas não seguiram assim até o fim. Este é o primeiro livro de Mia Sheridan e isso fica evidente em cada página, pois os erros encontrados na trama são extremamente primários. Primeiro que temos uma mocinha com um passado bem difícil, alguém que passou por poucas e boas, mas que assim que vê um estranho a seguindo, resolve que, só porque ele é bonito e passa uma boa impressão, é uma boa pessoa e merece sua confiança. Sério, como uma pessoa que tem um passado traumático e viu tantas coisas ruins acontecendo, não ficaria com o pé atrás em uma situação dessas? E outra, quem resolve acreditar e, o pior, começar um relacionamento sem saber quase nada sobre essa pessoa?

Outro problema é caracterização dos personagens, Evie é bondosa, mas tão bondosa que acaba por se tornar um estereótipo, uma pessoa que age como alguém mais novo do que ela. Jake é apenas um ano mais velho, mas se comporta como alguém com o dobro de sua idade. E falando em Jake, a sua personalidade é outro problema, em um momento ele se comporta como um macho dominador, no outro já é um menino perdido e logo em seguida volta a ser o macho alfa. Para completar o show do estereótipo temos um amigo gay, não sei porque todo romance NA tem que ter um amigo gay estereotipado, mas tudo bem. E como também não poderia faltar, temos a ex-namorada cobra e uma mãe nada maternal, uma legítima piranha.

O livro, como vocês podem perceber, é um grande clichê em todos os sentidos. E eu não sou contra um clichê, na verdade eu os adoro, acontece que existem clichês e clichês. Você não pode basear um livro inteiro sobre um clichê, a trama precisa ter muito mais, o clichê deve ser apenas um complemento e não o centro de um livro. O sentimento que eu fico após ler é que a autora tinha um grande medo de não agradar aos leitores e resolveu juntar todos os clichês existentes, e que caíram no gosto do leitor, e formar um livro. Para muitas pessoas isso não é um problema, tanto é que, tanto no Goodreads quanto no Skoob, o livro tem uma nota considerável, mas para mim, particularmente, não serviu. Talvez porque eu esperasse um pouco mais da história, ou ainda, não estivesse em um dia bom para a leitura, mas o fato é que não rolou.

Talvez se Mia Sheridan tivesse feito um suspense maior em torno do passado de Jake, ou até mesmo, diminuído a quantidades de clichês e com isso fugido da receita de bolo em que se tornou os romances NA, eu tivesse apreciado mais a leitura. Mas apesar de todas as suas falhas, O Coração de Leão, é uma boa leitura. Não é um livro que mude algo em você ou que faça você refletir sobre determinados aspectos de sua vida, mas é uma boa leitura como passatempo. Para quem procura uma leitura mais leve, um romance fofinho e de leitura rápida, fica aqui a dica. Só não espere muito, leia com poucas expectativas e você irá apreciar a leitura.


Cotação:

10 comentários:

  1. Sua resenha ficou linda, e eu estou ainda mais curiosa com esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem!?

    Estava muito curiosa em ler esse livro, porém clichês não é meu forte. Prefiro fantasia, suspense...rsrs
    A resenha está muito boa.

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Oiiii, eu ainda não li esse livro mas estou bem curiosa quanto a ele. Apesar da finura de livro. Esse final de semana ganhei a voz do arqueiro e apesar de uma história não ser interligada com outra eu primeiro quero ler ele. Mas sua resenha está muito boa. Parabéns.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Jess, tudo bem?
    Eu li A Voz do Arqueiro é amei, adorei a escrita da autora e a forma como a trama foi conduzida. Tanto que solicitei O Coração do Leão esse mês para ler. É uma pena que não tenha gostado tanto do livro, espero que eu goste e que os clichês não me atrapalhe. Enfim, parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Se tem clichês demais, certeza que não vou gostar. Um clichê, pra ser bem feito, que saber usar. É uma pena que você não tenha gostado do livro. Espero que você goste dos demais volumes.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jessica!
    Eu ainda não li nenhum dos dois livros publicados pela editora, e estou pensando em começar pelo Coração de Leão, que pelo que estou notando pelas resenhas é o mais "fraco" entre os dois. Então vou começar por ele.
    BJks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Jessica!
    Tudo bom?
    Que pena que vc não gostou tanto assim de O Coração do Leão, eu amei!
    Li há muito tempo, antes de ser lançado aqui, e desde então me apaixonei pela escrita da Mia.
    Não achei tão clichê a história. A Evie realmente é uma inocente, o que normalmente me irrita, mas nela achei que combinou com a personagem.
    A personalidade do Jake eu acho que faz sentido. Ninguém é sempre inocente, macho alfa ou idiota, as pessoas tem camadas, tem momento onde cada lado da sua personalidade aflora.
    Amigo gay, ex vaca, mãe louca, realmente são clichês. Concordo com vc!
    Vc já leu A Voz do Arqueiro?
    Para mim é um dos melhores livros da autora.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Oi Jessica. Muito boa sua resenha, agora fiquei na dúvida se leio ou não, uma mocinha assim acaba me deixando com um pouco de raiva, que as vezes tenho vontade de parar de ler, ou avançar algumas páginas. Mas quem sabe eu não leia, mesmo se for como um passatempo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oie Jessica!
    Estou curiosa para ler algo da autora, todos tem falado tanto dela... é bom saber dos clichês assim não irei com tanta sede ao pote. Gostei muito da resenha ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oiii!!

    Eu ainda não li esse livro ainda e esto com o primeiro livro da série lançado aqui no Brasil. Aliás, eu achei um pouco ruim esse lançamento fora de ordem. Mas enfim, essa é a primeira resenha negativa para a obra.
    Eu confesso qw amo clichês, mas assim como você eu acho que não pode ser tooootalmente assim. Não vou ler agora, mas gostei da dica ;)

    Beijinhos

    ResponderExcluir