25 de fevereiro de 2016

Desejo Proibido - Sophie Jackson


Título original: A Pound of Flesh
Autor: Sophie Jackson
Editora: Arqueiro
Páginas: 416
Adicione: Skoob
Primeiro livro de uma trilogia, Desejo proibido é uma história de amor e redenção, de universos distantes que se aproximam e se fundem numa paixão avassaladora. Seu amor é proibido, mas não pode ser ignorado. Katherine Lane nasceu em berço de ouro. Filha e neta de senadores, a bela ruiva de olhos verdes e curvas perfeitas se formou em Literatura e surpreendeu a todos ao decidir dar aulas em uma penitenciária. Mas quando Carter, um detento inteligente e perigosamente sexy, desperta ao mesmo tempo a raiva e o desejo de Kat, ela é forçada a admitir para si mesma que a decisão de lhe dar aulas particulares pode ter sido motivada não pela generosidade, mas sim, pela crescente atração entre os dois. Embora a família e os amigos de Kat temam que a paixão destrua sua carreira e sua vida, tudo o que ela quer é ficar com esse homem que a faz sentir-se completa. Porém, Carter guarda um segredo que tanto pode unir seus destinos para sempre quanto afastá-los de uma vez por todas.

Admito que sou uma aficionada por livros. Poucas coisas me fazem mais feliz do que uma boa leitura, um livro que te transporte para outro mundo e faça com que você esqueça todos os seus problemas, seu trabalho, e até mesmo a sua vida, para viver naquele mundo que o autor criou. Tenho certeza que quem é amante de livros irá me entender.

Confie em mim, Desejo Proibido, de Sophie Jackson, é esse livro. Antes do final do prólogo eu já estava emocionada, de coração partido, mas muito, muito animada. E deixe-me assegurá-los de que o restante do livro conseguiu bater as minhas expectativas. Sophie criou algo excepcional, um livro com um enredo evocativo e bem escrito, com personagens envolventes e bem editados. Desejo Proibido é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores livros que eu li esse ano. Ele com toda certeza merece 5 estrelas, e estou feliz em dizer o porquê.

Quando Kat Lane tinha apenas nove anos de idade, ela testemunhou o assassinato brutal de seu pai, e escapou por pouco de ser morta também. Dezesseis anos depois, o trauma daquela terrível noite permanece com ela. Uma das últimas conversas que ela teve com seu pai foi sobre a importância dos serviços sociais e que deve ser feito algo pelos menos afortunados. Para Kat, a melhor maneira de honrar a memória de seu pai e enfrentar seus medos é se tornar professora de um detento.

No curso de suas funções, Kat acaba por encontrar Wes Carter, que vem a ser um dos seus alunos na penitenciária. Carter, assim como Kat, sabe tudo sobre dívidas de honra, na verdade, sua passagem pela penitenciária tem muito mais a ver com a dívida a um amigo do que com qualquer outra coisa. Kat fica totalmente empenhada em ajudar Carter e ambos acabam por usufruir do tempo de suas sessões de tutoria. No entanto, quando os sentimentos de ambos deixam de ser apenas uma amizade e passam a ser algo mais romântico, eles percebem o dilema ético e a ameaça em potencial para a carreira de Kat e para a condicional de Carter. Mas quanto mais aprendemos sobre Kat e Carter, percebemos que a atração entre eles é muito mais significativa do que qualquer um poderia ter imaginado.

Em primeiro lugar eu adoro a Kat: ela é tão inteligente, forte e destemida. Sua determinação em honrar a memória de seu pai, apesar das opiniões negativas de sua família e amigos, é um exemplo perfeito da força de Kat. Ela tem um espírito tão generoso, mas não se enganem Kat não é moleza. Ela está 100% disposta a estabelecer a lei dentro e fora da sala de aula, e ninguém sabe melhor do que isso do que Carter. Ele é um completo macho alfa – alto, peitoral definido, um tanto briguento e extremamente dominante. Carter tem uma personalidade muito forte e não gosta de ser desafiado. Mas há algo sobre Kat que o faz querer baixar a guarda. E quando ele faz isso, percebemos o quanto ele é brilhante, charmoso, sensível e extremamente apaixonado, de certa forma, muito parecido com a própria Kat.

A atração mútua entre os dois é claramente proibida, e em um primeiro momento eles até tentam resistir a ela. Mas, realmente, é possível fugir do destino?

Pouco a pouco Kat e Carter vão testando as águas, mas ainda há motivos para se preocupar. Kat, principalmente, recebe um monte de críticas de sua mãe e de seus melhores amigos. Eles não entendem como ela, uma mulher resolvida pode querer estar com um “perdedor” como Carter. Acontece que Kat descobre algo sobre Carter que fará com que a relação deles tome outro nível, e com isso os dois arriscam em uma relação que tem tudo para ser um fracasso, mas que quebra todas as barreiras e se torna algo lindo e muito, mas muito hot.

Ambos, Kat e Wes, passam por tanta coisa, mas nunca deixam de lado a sua coragem, resistência e força interior, e isso faz com que desejemos toda a felicidade para esse casal, embora saibamos que a viagem para o final feliz será repleta de obstáculos. Como disse anteriormente, acompanhar a batalha desses dois para combater seus demônios (tanto do passado quanto do presente), e, eventualmente, encontrar conforto no outro, é algo extremamente agridoce.

Minha única crítica é que, em diversos momentos, é complicado ter uma noção do tempo. A história parece começar em algum momento do verão, e nós podemos nos situar por alguns feriados como Ação de Graças e Natal. Mas em outros momentos do relacionamento de Carter e Kat, e desenvolvimentos mais significativos do enredo nós não temos uma noção de que data estamos, não sabemos se já passou muito ou pouco tempo.

Tirando essa pequena crítica, Desejo Proibido é uma história bela, bem escrita, uma história irresistível de amor perdido e encontrado, e, acima de tudo, de redenção.

Eu recomendo a leitura para quem gosta de romances com uma pegada mais erótica, um romance que mostra que ninguém é o que parece ser e que todos merecem uma segunda chance, e claro, para quem curte um protagonista extremamente macho alfa.


Cotação:

4 comentários:

  1. Olá Jéssica!!!
    Eu já ouvi falar muito sobre esse livro, mas realmente ainda não tinha dito vontade de ler, porém admito que sua resenha despertou esse interesse em mim.
    Gosto de casais que tem essa atração entre eles e que você percebe, pois eu fico sempre na torcida para que role algo :)
    É mais um livro que vai entrar para minha lista infinita kkkkk
    Adorei a resenha e até uma próxima!!! o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, fiquei com vontade de ler antes mesmo de saber do que se trata o livro, só porque você falou que o enredo é bem escrito e personagens envolventes. Talvez só pela resenha o livro não teria vontade de ler, mas depois de sua resenha ele se encontra na minha wishlist!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  3. Já li alguns comentários sobre o livro e ainda estou idnecisa se devo ou não ler porque realmente não curto muito livros com cenas sensuais e tal, ele tem que ter muita história para me prender. Achei o cenário e a premissa do livro bem originais, não lembro de já ter visto isso antes, seria um bom motivo para eu ler.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Já li algumas resenhas sobre esse livro e achei a premissa muito interessante, mas a quantidade de páginas dele, vou confessar, me desestimulou completamente.Achei tudo muito criativo, o envolvimento dela com um presidiário e tudo o mais e isos me deixou curiosa, mas não seria uma leitura que faria no momento, pela correria mesmo... rsrs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir