1 de abril de 2016

Parceria Pedrazul Editora



Olá, pessoas!
Hoje trago para vocês, com muita alegria, a mais nova editora parceira aqui do blog, a editora Pedrazul. Uma editora dedicada a lançar no mercado editorial brasileiro livros de autores clássicos como: Charles Dickens, Charlotte Brontë e Elizabeth Gaskell. Para os apaixonados pelos clássicos, como eu, isso é tudo o que estava faltando no nosso mercado editorial.


Um pouco sobre a editora:
A Pedrazul situa-se na região Sudeste do País, onde se localiza um dos mais belos pontos turístico do Brasil, a Pedra Azul ou Pedra do Lagarto, no município de Domingos Martins, região montanhosa do estado do Espírito Santo, localizada a 40 minutos da capital, Vitória. Seus idealizadores são leitores apaixonados por romances clássicos, especialmente os da literatura inglesa, nicho no qual atua quase na sua totalidade. O resgate do livro ilustrado também é uma meta da Pedrazul. Atualmente é a editora que mais se dedica à tradução e à publicação de obras mundialmente consagradas, algumas ainda desconhecidas no mercado editorial brasileiro. Relançar obras nacionais e estrangeiras consagradas, cujos poucos exemplares se encontram nas mãos de colecionadores, também figura entre seus objetivos, assim como lançar novos talentos nacionais e estrangeiros. Com essa postura, a Pedrazul destaca-se na disseminação da cultura mundial e caracteriza-se como uma editora atenta aos interesses do seu público e disposta a viajar no tempo para fazer reviver grandes obras imortais por sua preciosidade. Além da reconhecida qualidade das publicações, seu catálogo reúne os nomes dos mais consagrados romancistas mundiais.



Alguns dos livros lançados pela Pedrazul:

Anne de Green Gables, de L.M. Montgomery
Tudo parecia confortável demais na vida dos irmãos Matthew e Marilla Cuthbert, proprietários da fazenda Green Gables, mas o coração de Matthew começou a dar sinais de que a idade havia chegado. Em razão disso, decidiram, após muita ponderação, adotar um menino de uns onze anos, para que pudesse ajudar Matthew nos afazeres diários e receber uma educação apropriada. No entanto, a mão da Providência já havia agido em suas vidas e, por um erro de comunicação, uma menina ruiva, sardenta e tagarela chamada Anne foi enviada no lugar do desejado menino. Tão logo chegou a Green Gables, Anne soube do engano, mas com sua imaginação fértil e conversa afiada já havia conquistado a afeição de Matthew. E assim começa a história de suas aventuras pelas fascinantes paisagens de Avonlea, com sua “amiga do peito”, Diana, e o desafio da competição intelectual com o inteligente Gilbert Blythe. À medida que Anne é aceita em Green Gables, ela conquista também a admiração de toda a cidade de Avonlea; e o encanto do seu rico mundo de sonhos vai conquistar você também.

O Diário de Mr. Darcy, de Amanda Grange
O único lugar em que Mr. Darcy poderia compartilhar seus sentimentos mais íntimos eram as páginas do seu diário. Dividido entre o senso de dever com o nome de sua aristocrática família e a paixão crescente pela plebeia Elizabeth Bennet, tudo o que esse jovem nobre podia fazer era lutar contra tal sentimento. Neto de conde por parte de mãe, Mr. Darcy possuía grande quantidade de terra, enorme receita com os inquilinos e uma grande riqueza herdada. O tamanho de sua propriedade e o seu status social lhe davam, inclusive, o direito de nomear o vigário da paróquia e faziam dele uma pessoa muito influente no condado de Derbyshire, na Inglaterra do início do século XIX. Disputado pelas damas da sociedade londrina, Mr. Darcy vive sua experiência sentimental singular a partir do encontro com Elizabeth em Meryton, pequena vila do condado de Hertfordshire, no interior do país. Embora naturalmente rígido e teimoso, demonstra que, no íntimo, também é um homem dedicado e carinhoso. O Diário de Mr. Darcy, portanto, apresenta a história do improvável namoro de Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy do ponto de vista dele. Esta graciosa continuação de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, enfoca os conflitos de Mr. Darcy e as dificuldades do seu relutante relacionamento, da rejeição inicial à luta desesperada para conquistar o coração de Elizabeth. Orgulho e Preconceito tem inspirado um grande número de sequências nos dias de hoje, mas O Diário de Mr. Darcy é a mais bem-sucedida das que incidem sobre o rico e orgulhoso cavalheiro.

A Inquilina de Wildfell Hall, de Anne Brontë
Quando Wildfell Hall foi habitada por uma nova moradora, todos no vilarejo ficaram especulando quem seria a misteriosa inquilina. Jovem e bonita, porém avessa a atividades sociais, a viúva e o filho despertaram muita curiosidade, falatórios e o interesse do belo Gilbert Markham, um jovem fazendeiro que descobre que Helen Graham é uma pintora de paisagens de grande capacidade. O ar de segredo de Mrs. Graham, contudo, induz o cavalheiro a supor que ela está se escondendo de alguém. Mas, de quem?

Para ficar por dentro de todas as novidades da Pedrazul, siga a editora em suas redes sociais:

Um comentário:

  1. Oiee Jéssica, amei os livros dessa editora, parabéns pela parceira e não vejo a hora de poder ler O Diário de Mr. Darcy, de Amanda Grange e você?

    www.coisasdemineira.com

    ResponderExcluir