Um Marido de Faz de Conta - Julia Quinn

Título original: The Girl with the Make-Believe Husband
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Adicione: Skoob
Compre: Saraiva
Enquanto você dormia…
Depois de perder o pai e ficar sabendo que o irmão Thomas foi ferido durante uma batalha, Cecilia Harcourt tem duas opções: se mudar para a casa de uma tia ou se casar com um vigarista. Para fugir desses destinos, ela cruza o Atlântico, determinada a cuidar do irmão. Após uma semana sem conseguir localizá-lo, ela encontra o melhor amigo dele, Edward Rokesby, inconsciente e precisando desesperadamente de cuidados. Mas, para permanecer a seu lado, Cecilia precisa contar uma pequena mentira...
Eu disse a todos que era sua esposa.
Quando Edward recobra a consciência, não entende nada. A pancada na cabeça o fez esquecer tudo que aconteceu nos últimos três meses, mas ele certamente se lembraria de ter se casado. Apesar de saber que Cecilia é irmã de Thomas, eles nunca foram apresentados. Mas, já que todo mundo a trata como esposa dele, deve ser verdade.
Quem dera fosse verdade…
Cecilia coloca o próprio futuro em risco ao se entregar ao homem que ama. Mas, quando a verdade vem à tona, Edward também pode ter algumas surpresas guardadas para a nova Sra. Rokesby.



Em Um Marido de Faz de Conta, por Julia Quinn (Rokesbys #02), após a morte repentina de seu pai e, em seguida, receber a notícia de que seu amado irmão foi ferido na guerra na América, Cecilia Harcourt não tem escolha senão viajar para as colônias por sua conta. Ao chegar em Nova York ela passa dias tentando localizar Thomas, mas não obtém sucesso. E em uma de suas procuras ela acaba encontrando o melhor amigo de seu irmão Thomas, Edward Rokesby, que também está ferido. Ninguém permitirá que Cecilia o auxilie até que ela diga, sem pensar, que é a esposa de Edward. Acreditando que, assim que Edward despertasse ela pudesse contar toda a verdade, ela nunca imaginou que a mentira iria tomar a proporção que tomou. Ou que ela se apaixonaria pelo homem que ela conheceu e admirou através das cartas de seu irmão.

Edward fica chocado ao descobrir que ele é casado com uma mulher que ele não se lembra de ter conhecido pessoalmente,  a última lembrança que ele possui de Cecilia são das cartas trocadas com Thomas, então ele não entende como ela pode ter se tornado sua esposa. Mas afinal, ele não se lembra de muitas coisas dos últimos meses, então é bem possível que ela seja sua esposa. Até porque ela não teria motivos para forjar um casamento, teria?

Eu sou uma grande de livros com a temática casamento por conveniência, não sei se aqui se encaixaria nesse tema, mas como para Cecilia o casamento era um meio de alcançar um objetivo, acredito que se encaixe sim. Julia Quinn, como sempre, consegue fazer uma história completamente plausível, onde Cecilia não tem outra saída além da que ela tomou na história. Cecilia teve a melhor das intenções quando mentiu sobre ser casada com Edward, tudo o que ela queria era poder ajuda-lo a se recuperar de seus ferimentos e encontrar informações sobre o desaparecimento de seu irmão Thomas.

Eu achei muito fofo os trechos de cartas escritas por Cecilia e Thomas, que foram incluídos no início de cada capítulo. Foi muito divertido e mostrou como Edward e Cecilia começaram a se conhecer por correspondência, sem falar que nesses trechos podemos perceber que, de certa forma, eles já estavam meio apaixonados um pelo outro.

O relacionamento de Edward e Cecilia foi doce e tão meigo, mas ao mesmo tempo tinha um quê de sensualidade, algo que está sempre presente nos romances de Julia Quinn, quem acompanha os livros dela já sabe. Edward era um homem honrado com lado sensual e maravilhosamente terno, que funcionava bem quando lidava com uma Cecilia bastante inocente. Já Cecilia era uma mulher muito forte e independente, com muita coragem para lutar por aqueles por quem se importava. Ela pode ter tomado algumas decisões precipitadas, mas ela fez o melhor que podia com o pouco que tinha, afinal ela era apenas uma mulher jovem, sem ninguém para olhar por ela e que parte para outro continente atrás de um irmão ferido da guerra.

Um Marido de Faz de Conta foi um deleite absoluto. Um romance histórico escrito não na época da Regência, mas durante a Guerra Revolucionária Americana, e isso fez com que tivesse uma mistura de momentos pungentes que se poderia esperar de um período tão tumultuado, junto com a sensação arrebatadora e reconfortante de se apaixonar.

Cotação:

3 comentários:

  1. Oi, Jessica. Tudo bem?

    Confesso que nunca li nenhum livro de época, mas Julia Quinn e Outlander sempre aparecem quando fico curiosa e sua resenha me fez querer começar por essa coleção da autora. Amo troca de cartas e casal que deixa o coração quentinho.

    Beijos,
    Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jessica!
    Eu amei esse livro. Edward conquistou meu coração e a Cecilia foi muito guerreira.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá, Jessica.
    Eu tenho os três livros dessa série aqui na estante, mas ainda não consegui ler nenhum hehe. Ultimamente me decepcionei bastante com os livros da Julia e por isso quero deixar essa sensação passar para ver se aprecio melhor essa série hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Caixa de Busca



Estudante de letras. 28 anos. Bookaholic assumida. Apaixonada por um bom romance. E maluca dos signos.

Categorias

Seguidores

Facebook

Receba as novidades por e-mail

últimas resenhas

Destaque

Onde Mora o Amor - Jill Mansell

Arquivos

Posts Populares

Publicidade

Tecnologia do Blogger.