O Resto da História - Sarah Dessen

Título original: The Rest of the Story
Autor: Sarah Dessen
Editora: Harper Collins Brasil
Páginas: 352
Adicione: Skoob
Cotação: ★★★
Emma Saylor perdeu a mãe ainda criança. Quando seu pai decide se casar de novo e seus planos para o verão dão errado, sua única alternativa é passar a estação na casa de sua distante família materna. Assim, Emma parte em uma jornada de autoconhecimento para entender suas origens, encontrar respostas de dúvidas que nem sabia ter e descobrir o valor de fazer parte de duas famílias.
Ao confrontar uma nova realidade e ouvir os segredos sempre sussurrados sobre a mãe, Emma vai contar com a ajuda de seu antigo amigo de infância, Roo, que, além de ser a pessoa com a chave para desvendar os segredos do passado de Emma, faz o coração da garota palpitar. Estas, com certeza, serão férias que Emma Saylor lembrará para sempre.

Essa é a minha primeira experiência com os livros de Sarah Dessen. Nunca tinha lido nada da autora e , se todos os livros dela seguem esse padrão, me arrependo por isso. Faz muito tempo que não leio um livro tão fofo e com personagens tão envolventes e verdadeiros. Logo que iniciei a leitura já fui envolvida com aquele quentinho no coração, que só os melhores livros são capazes de nos proporcionar. 

"Se a vida é uma jornada, você não preferiria ser a pessoa atrás do volante em vez daquela que está sendo levada?"
Emma Saylor perdeu a mãe quando tinha apenas 10 anos de idade. Ela não se lembra da família de sua mãe, a última visita aos seus parentes aconteceu quando ela tinha apenas 4 anos, desde então ela nunca mais soube nada sobre eles. Mas ela se lembra das histórias que sua mãe contava. Histórias sobre como era a sua vida em North Lake e a vida que ela tinha antes de Emma nascer.

Quando seu pai se casa novamente e Emma precisa de um lugar para ficar enquanto ele viaja em lua de mel, ela se vê de volta ao mundo de sua mãe e com muitas questões não respondidas. Emma sempre foi conhecida como Emma, nunca como Saylor. A única pessoa que a chamava assim era sua mãe, após a morte dele Emma se tornou apenas Emma. Mas assim que ela chega na casa de sua avó, todos a chamam de Saylor, é assim que ela é conhecida lá. Podemos dizer que essa história é de como Emma se tornou Saylor.

Parte do luto é deixar de lado o passado. Mas como você pode deixar algo de lado se nem se lembra do que aconteceu?

Quando Saylor chega a North Lake, ela descobre que possui uma família gigante da qual não se lembra, e ainda há fotos que provam que ela era, em grande parte, parte dessa família. Fotos que provam que ela passou um tempo significativo com essas pessoas, mas não se lembra. Depois de anos fazendo parte de uma família tão pequena, que consistia apenas em sua avó, seu  pai e agora sua madrasta, estar no meio de uma família tão grande, é desnorteante. Mas é isso que contribui para que Emma se transforme em Saylor, e essa transformação é maravilhosa. Adorei poder presenciar todo o crescimento dessa personagem.

Você pode controlar sua vida ou sua vida pode controlar você. Será que a escolha era assim tão simples?

A medida que ela vai descobrindo mais sobre o passado e aos poucos juntando os pedaços para montar sua história, é tão singela, mas ao mesmo tempo tão emocionante. Ver a luta de Saylor com seus medos, lutando diariamente com seus pânicos e ansiedade, é tocante. Ver o quanto ela quer que a memória da sua mãe não seja esquecida, ao mesmo tempo que ela não quer que ela seja endeusada. Afinal ela sabe que sua mãe teve diversos problemas com drogas e álcool, e o quanto ela foi problemática. Tudo isso tendo como pano de fundo um romance para lá de fofo. 

Os personagens secundários também são um show a parte. A prima de Saylor, Gordon, é uma das minhas personagens favoritas. Apaixonada por livros e com uma história de vida quase igual a de Saylor, ela conquista até os corações mais duros. Outro personagem que merece destaque é Roo. Ele é aquele tipo de mocinho que todo mundo adora. Não é o bad boy, muito pelo contrário, é um adolescente que está no segundo ano do ensino médio e que trabalha em 4 empregos, além de fazer alguns bicos em suas horas vagas. A forma com que ele entende Saylor e apoia ela em sua busca por respostas, ganhou meu coração.

Por fim, posso dizer que Sarah Dessen sabe como nocautear um leitor. Com uma narrativa singela e despretensiosa, ela vai ganhando o coração dos leitores a cada página lida. A forma com que ela trabalha os assuntos familiares, e até mesmo os mais pesados como o vício da mãe de Saylor, de um jeito leve fez com que esse se tornasse um dos meus livros preferidos de 2019. Recomendo fortemente que vocês leiam e tirem as próprias conclusões, pois garanto que não tem como não se apaixonar por essa história.

12 comentários:

  1. Esse era o livro que eu queria muito ter comprado na Bienal, mas acabei super esquecendo :(
    Amei as suas considerações, e sei que irei amar realizar esta leiTURA.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jessica!
    Não conhecia esse livro, mas adorei a premissa.
    Fiquei curiosa para descobrir sobre o passado e a história da protagonista que parece ser linda e emocionante.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderExcluir
  3. Olá, Jessica.
    Eu li só um livro dela até agora e amei a escrita da autora. O livro que eu li é enorme mas ela envolve a gente de uma forma que nem percebi as páginas passarem de tão boa que estava a leitura. Por isso já vou anotar a dica desse aqui também.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Só pela sua resenha eu já fiquei apaixonada por esse livro e já preciso adquirir um exemplar dele! Achei muito bacana como a autora parece abordar as questões familiares e o reencontro da protagonista com suas origens.

    ResponderExcluir
  5. Oi
    até hoje só li dois livros da autora e gostei muito, esse parece ser uma história fofa e vou procurar saber mais, que bom que gostou, super indico o livro dela Just Listen / Só escute eu gosto dele.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jessica, tudo bem?
    Os livros dessa autora permeiam dramas familiares, né? Parece ser uma história tocante.
    E a protagonista deve vivenciar um novo mundo quando descobre quantas pessoas existem na família dela, com quem ela pode contar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jéssica! Achei muito interessante a premissa do livro e a resenha despertou ainda mais esse interesse. Certamente vou por naquela "listinha" de livros desejados hahah. Abraço!

    http://www.starbooks.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Jessica.
    Sou super fã dos livros da autora e estou com esse novo aqui na estante esperando por uma chance.
    Só de ler a sua resenha já fiquei com um sorriso no rosto, lembrando de como as histórias da Sarah Dessen me fazem sentir bem!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. Que história bonitinha e fofa. Dá até vontade de conhecer a escrita da autora e toda essa transformação de Emma. Foge muito do meu estilo preferido de leitura, mas é tão bom ter esses livros assim, mais doces ou suaves em meio ao turbilhão de leituras tensas e pesadas que geralmente leio.
    Adorei a dica, sua resenha e a ideia que você deu de como será bom conhecer a autora.
    Beijão

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da autora, mas sempre vejo ela bem elogiada.
    Nem conheço o Roo mas já fiquei com pena dele e seus 4 empregos
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. Participe!

    ResponderExcluir
  11. Li dois livros da autora. Um que eu amei muito (Os Bons Segredos) e um que eu achei bem fraco (Canção de Ninar). Mas quero ler mais coisas dela para ter uma opinião mais embasada e vou anotar esta dica aqui pra incluir nas minhas próximas leituras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem Jéssica?

    Eu já conhecia esse livro por meio da editora, mas confesso que nunca li qualquer resenha e adorei a sua publicação/resenha, bem como gostei das citações. Dica anotada!!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Caixa de Busca



Estudante de letras. 28 anos. Bookaholic assumida. Apaixonada por um bom romance. E maluca dos signos.

Categorias

Seguidores

Facebook

Receba as novidades por e-mail

últimas resenhas

Destaque

05 Motivos para Assistir Good Girls

Arquivos

Posts Populares

Publicidade

Tecnologia do Blogger.